The Legendary Tigerman

Diz Paulo Furtado, conhecido a solo como The Legendary Tigerman que, por vezes, para se criar algo de novo é necessário destruir as bases de tudo o que se construiu ou conheceu antes. Este desejo de sair da zona de conforto fez nascer a viagem de um homem chamado MISFIT, que se dirige de Los Angeles a Death Valley, com o intuito de se perder (ou encontrar) no deserto. Em Maio de 2016, Paulo Furtado fez essa viagem e, durante todos os dias, escreveu uma nova entrada no (falso, ou não tão falso) diário desse homem. Entradas que viraram canções directamente influenciadas pelo deserto, pelo calor, pelo sofrimento e prazer da viagem. Depois de regressar, tentou definir o som que teria este disco e encontrou-o ao voltar ao deserto, em Dezembro, por mais doze dias passados entre o Rancho de La Luna, o Joshua Tree Sallon e o Pappy and Harriets. O sucessor de “True” é um ponto de viragem no percurso do alter ego de Paulo Furtado, já que, pela primeira vez, abandona o formato de one man band e conta com a participação de Paulo Segadães na bateria e João Cabrita no saxofone barítono, aos quais se junta o contributo do baixo de Filipe Rocha. The Legendary Tigerman chega à Praia Fluvial do Taboão orgulhoso e apaixonado pelo novo disco e com o desejo de passar essa paixão ao público.

topo

Cartaz